Notícias - Vanessa Nicolav - Educação&Participação

Como trabalhar temas políticos em espaços educativos: conheça cinco oficinas sobre o tema

Em espaços educativos, nem sempre é tarefa fácil realizar com crianças, adolescentes e jovens atividades que trabalhem a importância da participação cidadã, o histórico da Constituição brasileira e o funcionamento do sistema político. Porém, na perspectiva da educação integral, esses temas são centrais para o desenvolvimento desses sujeitos, em especial no que se refere à formação cidadã.

Pensando nisso e também no período eleitoral que se inicia no país, o Educação&Participação selecionou algumas oficinas que exploram o tema político com intencionalidade pedagógica – sempre por meio de atividades dinâmicas, divertidas e reflexivas.

As oficinas selecionadas trabalham conteúdos que vão desde o estudo de propostas da Organização das Nações Unidas (ONU) para as próximas décadas, até os espaços de participação política – como grêmios e conselhos – e a estrutura e o funcionamento de nosso sistema político.

Confira e escolha a atividade mais interessante para pôr em prática com seu grupo!


Política: caminho de garantia de direitos nos Três Poderes constitucionais (Executivo, Legislativo e Judiciário)

O objetivo é identificar os espaços de participação política na sociedade, como os poderes constituídos (o Legislativo, o Executivo e o Judiciário), os conselhos ligados às políticas públicas e os movimentos sociais. Além disso, a oficina visa possibilitar que os jovens percebam que a “política” é uma possibilidade de transformação e de melhoria da qualidade de vida para todos.


O jovem e a participação política

Voltada para adolescentes e jovens, a oficina busca incentivar a reflexão sobre as possibilidades de intervenção social na construção de um futuro melhor, com base em atividades que promovem a auto-organização daqueles que têm interesses comuns. Demonstra, assim, que a transformação social depende da força de mobilização e atuação dos grupos sociais, ou seja, de participação política.


Constituição de 1988: Constituição Cidadã. Por quê?

Por meio de atividades que envolvem música, pesquisa na internet e reflexão coletiva, a proposta é identificar os diferentes panoramas sócio-históricos que deram origem às sete Constituições brasileiras e, particularmente, à Constituição de 1988, vigente no país. A oficina busca, dessa forma, expor que há razões políticas que sustentam as leis que regem a vida nos diferentes países e que por essa razão elas mudam. 

_________________________________________________________

Ninguém para trás!

Apresentar as 17 propostas humanitárias e solidárias das Organizações das Nações Unidas (ONU) e refletir coletivamente sobre soluções sustentáveis para os problemas do ser humano na Terra são os objetivos desta oficina, que explora dinâmicas com uso de jornais velhos.

_______________________________________________________________________________________

Espaços de participação e protagonismo juvenil

O objetivo é possibilitar a compreensão sobre o que é protagonismo, como exercê-lo a favor da autonomia e do bem comum e refletir sobre formas de atuação em grupo. Com base em apresentação de vídeos e rodas de discussão, a dinâmica culmina na realização de pequenas intervenções coletivas na escola ou na comunidade.

Tagsadolescentes, educação integral, jovens, oficina, política

Faça um comentário!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Total de 0 comentário(s)