Notícias - Thais Iervolino - Educação&Participação

Educação integral: aumentar o leque de aprendizagens ajuda a reduzir as desigualdades entre os alunos do país

Educação integral. Mais do que uma modalidade, um conceito. Buscando apresentar o que defende a educação integral, a revista Nova Escola publicou neste mês a reportagem “Educação integral: como colocar em prática a concepção de ensino que desenvolve o estudante por completo”.

Ao longo de cinco páginas, o texto traz entrevistas com especialistas na área. Entre eles, Patricia Mota Guedes, gerente de Educação da Fundação Itaú Social. “Aumentar o leque de aprendizagens ajuda a reduzir as desigualdades entre os alunos do país”, defende ela durante a entrevista. Em sua opinião, é preciso analisar a intencionalidade pedagógica nas diferentes atividades educativas. “Temos que nos questionar: qual o significado de participar de um grupo de xadrez , por exemplo? É se dar bem em matemática? Não necessariamente. Existe um valor nessa experiência em si e a escola deve reconhecer isso, sem pensar que esses saberes estão a serviço daqueles que são medidos em avaliação de desempenho.”

A reportagem também apresenta experiências de educação integral que acontecem em todo o país. Uma delas é a de Porto Alegre, que conta, desde 2014, com assessoria da Fundação Itaú Social e do Cenpec.

Iniciada em 2006, a implantação da política de educação integral no município possui hoje 47 escolas de Ensino Fundamental regular que se organizam nos marcos da educação integral. “Nosso objetivo é o desenvolvimento dos alunos de maneira global, ampliada por campos como música, robótica, esportes, artes e línguas estrangeiras”, diz Maria Cristina Garavelo, coordenadora de Educação Integral da Secretaria Municipal de Educação de Porto Alegre, à revista Nova Escola.

Leia a reportagem na íntegra, clique aqui.

Saiba mais sobre a assessoria da política de educação integral a Porto Alegre, clique aqui.

Tagseducação integral, experiências, políticas de educação integral

Faça um comentário!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Total de 0 comentário(s)