Notícias - João Marinho - Educação&Participação

Férias: época de educação integral!

As férias escolares podem ser uma oportunidade de promover a educação integral por meio da arte, cultura, jogos, brincadeiras e esporte. Conheça dez oficinas com essa proposta

O mês de janeiro é sinônimo de férias para a maior parte das crianças e dos adolescentes que são atendidos em ações socioeducativas de organizações sociais, mas isso não significa que não dê para aproveitar o verão e o tempo livre para continuar promovendo a educação integral por meio de oficinas divertidas que contribuem para a aprendizagem.

Pensando nisso, a plataforma Educação&Participação selecionou dez oficinas para estimular diversas atividades de educação integral com crianças e adolescentes nessa época de férias escolares. Clique nos títulos ou imagens e confira! Não deixe de nos contar depois a experiência nos comentários desta página.

05

Os monges e a caça ao tesouro

Público-alvo: adolescentes.

Em um lugar amplo, adolescentes são divididos entre monges e caçadores. Os caçadores têm a tarefa de encontrar um tesouro escondido. Já os monges dão pistas para o tesouro, mas tome cuidado: há monges verdadeiros, falsos e loucos!

02

Apreciar e conhecer música

Público-alvo: crianças, adolescentes e jovens.

A oficina traz músicas de diferentes ritmos brasileiros, que são experimentados com o corpo e aumentam o conhecimento sobre o nosso cancioneiro popular de forma bem descontraída.

01

Brincadeiras cantadas

Público-alvo: crianças.

A música e a brincadeira voltam a fazer parte da experiência nessa oficina, que traz de volta antigas brincadeiras populares de roda de nossa cultura: Senhora dona Sancha, Você gosta de mim e Pobre e rica.

08

Qual é a mímica?

Público-alvo: crianças e adolescentes.

Com materiais simples, como aparelho de som, cadeiras, folha de sulfite e tinta guache, os participantes aliam o jogo da dança das cadeiras com a mímica, de maneira lúdica e divertida.

10

Tic-tac-poc-poc

Público-alvo: crianças, adolescentes e jovens.

Forma-se uma roda em que, com a canção “tic-tac-tic-tac-tic-tac-poc-poc”, os participantes são desafiados a repetir os movimentos de outro jogador, como um espelho. Quem erra sai da roda…

07

Salve o companheiro

Público-alvo: crianças.

A oficina divide os participantes em duas equipes, que fazem uma variação da brincadeira de pega-pega. Uma equipe de pegadores deve “prender” os corredores, que, por sua vez, devem tentar salvar seus companheiros.

09

Brincadeiras de tubarão

Público-alvo: crianças.

Com aparelho de som, gravuras de tubarão e outros materiais simples, a oficina estimula o trabalho em equipe ao propor que os participantes fujam dos tubarões pulando para uma “ilha” cada vez menor sempre que o som para.

03

Espaço e movimento

Público-alvo: crianças e adolescentes.

Com duas ou três bolas, os participantes são divididos em equipes. Eles vão realizar uma partida diferente de futsal, em um espaço reduzido. A ideia é estimular formas de se movimentar em locais com grandes concentrações de pessoas.

04

Capoeira no elástico

Público-alvo: crianças.

As crianças vão achar divertido trabalhar a coordenação motora com essa oficina que alia as brincadeiras de saltar com os movimentos típicos da capoeira. A presença do elástico torna a brincadeira desafiadora.

06

É proibido falar

Público-alvo: crianças, adolescentes e jovens.

Numa quadra ou outro espaço aberto, os participantes são divididos em equipes e podem escolher um esporte de sua preferência para jogar. Porém, existe uma diferença: para se comunicar, não podem falar uns com os outros!

Tagscomunidade, educação integral, férias, oficinas

Faça um comentário!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Total de 3 comentário(s)

  •    Aldelino Nunes  em 
  •    RITA PERES DE OLIVEIRA  em 
         Educação&Participação respondeu em 
  •    Gil Brasil  em