Intersetorialidade na educação integral será tema de debate virtual

O debate acontece agora e conta com a participação dos especialistas André Lázaro e Dalvonete Santos. Participe!

Conselhos de direito, organizações da sociedade civil, universidades, famílias, secretarias municipais, equipamentos públicos, os poderes legislativo e judiciário, associações etc. podem ser parceiros na efetivação de uma política de educação integral. Segundo o Guia Políticas de Educação Integral: orientações para implementação no município, a intenção com as parcerias não é de fundir as instituições e as características que lhes dão identidade, mas de somar e integrar esforços para a qualificação do projeto de educação integral.

O caminho para consolidar parcerias, inclusive intersetoriais, exige uma série de ações, como planejamento, articulação e avaliação. Para aprofundar o tema e mostrar algumas experiências de intersetorialidade na educação integral, será realizado no dia 3 de junho, às 10 horas, o Debate Virtual Educação integral e intersetorialidade: caminhos possíveis.

 

O evento será transmitido ao vivo pelo site Educação&Participação e contará com os especialistas André Lázaro e Dalvonete Santos, e mediação de Maria Amábile Mansutti.

 Conheça os participantes:

andre_debateAndré Lázaro: Entre 2004 e 2011 trabalhou no Ministério da Educação. De 2007 a 2011 foi secretário da Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade (Secad) e, em 2011, assumiu o cargo de secretário executivo da Secretaria de Direitos Humanos.

Preside, desde 2010, o Conselho Assessor das Metas Educativas 2021, da Organização dos Estados Ibero-Americanos (OEI). Desde 2011 atua como Coordenador Acadêmico e pesquisador da Faculdade Latino-Americana de Ciências Sociais (Flacso).

 

dalvonete

Dalvonete Santos – Graduada em Ciências Sociais com especialização em Gestão de Administração Pública, desde 2012 é coordenadora geral do Programa Escola da Gente, de educação integral, da prefeitura de Betim (MG) e também é responsável pela elaboração e implantação do programa no município.

É autora do artigo “Intersetorialidade: o desafio de uma nova arquitetura de gestão em Betim”, publicado na revista Perspectivas em Políticas Públicas, em 2012, pela Universidade do Estado de Minas Gerais (UEMG).

 

 Percursos da Educação Integral – Uma das especialistas convidadas para o evento, Dalvonete dos Santos, participou da construção de políticas de Educação Integral em Betim (MG). Essa experiência foi publicada no Percursos da Educação Integral – em busca da qualidade e da equidade.

 Guia – Saiba mais Intersetorialidade e Parcerias na Educação Integral, acesse o Guia Políticas de Educação Integral: orientações para implementação no município, um material digital disponível com conceitos, práticas e materiais de referência sobre o tema.

 Fórum – Para aprofundar a temática sobre intersetorialidade e parcerias, o site Educação&Participação abriu o Fórum Políticas de Educação Integral, que busca tratar de questões relacionadas à implementação de políticas públicas de Educação Integral nos municípios brasileiros.

Quadros Conteúdo relacionado

Faça um comentário!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Total de 0 comentário(s)