Notícias - Alex Criado - Prêmio Itaú-Unicef

Nordeste se mobiliza em torno do Prêmio Itaú-Unicef

Os avaliadores da regional Recife do Prêmio Itaú-Unicef já começaram as mobilizações para divulgar o Prêmio e estimular as escolas públicas e as organizações da sociedade civil (OSCs) a inscrever seus projetos de parceria. Além de Pernambuco, que já realizou um evento no final de março, outros seis estados da região estão executando uma série de ações.

Piauí
No Piauí, já foram desenvolvidas várias estratégias de mobilização. A avaliadora Dilma Teles Campos tem divulgado o Prêmio em todas as reuniões da Associação Piauiense de Municípios (APPM). No dia 9 de abril, por exemplo, durante um evento da Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste (Sudene), houve exibição do vídeo sobre o Prêmio e distribuição de panfletos sobre as inscrições. O vídeo também foi colocado no site da Associação, que é acessado por todas as prefeituras do estado.

Hoje, 16/4, a panfletagem e a exibição do vídeo aconteceram na reunião da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime) do estado. Com isso, os 224 secretários municipais de Educação foram chamados a estimular a participação das escolas municipais.

Outra avaliadora, Maria do Socorro Cardoso, divulgou o Prêmio na Assembleia Geral do Colegiado Estadual de Gestores Municipais de Assistência Social (Coegemas). Estavam presentes secretários e técnicos da área.

Além disso, os cinco avaliadores do estado têm divulgado o Prêmio em suas redes sociais. E, no dia 10 de abril, o grupo se reuniu e definiu novas ações de mobilização.

Maranhão
No estado vizinho, os maranhenses também não perderam tempo. Lá, um dos avaliadores, Luís Alfredo Lima, é um grande defensor da educação integral. Por isso, junto com a avaliadora Nazareth Garcêz, tem aproveitado eventos sobre o tema para divulgar as inscrições do Prêmio.

Nos dias 7 e 8 de abril, por exemplo, a Fundação Itaú Social realizou duas atividades em São Luís, visando criar uma rede colaborativa com foco na educação integral. E lá estavam nossos avaliadores. No primeiro dia, durante a reunião com a Rede Amiga da Criança, foram distribuídos fôlderes e exibidos o vídeo de sensibilização e o vídeo que mostra as etapas de inscrição. O encontro reuniu as 35 organizações que fazem parte dessa Rede. São instituições que atuam na garantia de direitos às crianças e aos adolescentes que vivem em situação de rua.

No dia seguinte, foi a vez da rede socioassistencial, formada por 55 instituições que oferecem no estado serviços de convivência e fortalecimento de vínculos. Além da distribuição dos folhetos e da exibição do vídeo, o encontro abriu espaço para a discussão do conceito de educação integral e a reflexão sobre o que significa uma ação socioeducativa.

Já a avaliadora Neuza Furtado Muniz, de Coroatá, município do interior do estado, deu uma entrevista à TV local, divulgando o Prêmio. O Maranhão está animado, e os avaliadores não param por aí. Já planejam divulgar o Prêmio nos 20 territórios de abrangência dos Centros de Referência de Assistência Social (Cras) no estado e estabelecer uma articulação com o escritório local do Unicef. Outra iniciativa será buscar a parceria das rádios locais para veiculação de um spot sobre o Prêmio.

Paraíba
Também foi na Assembleia Geral do Coegemas da Paraíba que o Prêmio Itaú-Unicef foi divulgado no estado. O evento ocorreu no dia 8 de abril, no município de Dona Inês. A avaliadora Sofia Ulisses promoveu o Prêmio entre gestores e técnicos da Assistência Social, que agora estão levando as informações para seus municípios.

Ceará
O Ceará é outro estado com várias iniciativas. Luíza Aurélia Teixeira, secretária de Educação de Acopiara, no sul do estado, distribuiu fôlderes a todos diretores e diretoras de escola da cidade, além de conseguir divulgar o Prêmio na rádio local e em carros de som que percorrem o município.

A ex-secretária de Educação de Iguatu, Benildes Uchoa, enviou correspondência à presidência do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA) da cidade para que o órgão divulgue o Prêmio entre as OSCs locais. Benildes enviou fôlderes para as organizações que conhece e está entrando em contato pessoalmente para incentivá-las a participar. Também mandou mensagens para uma rede de amigos jornalistas donos de blogs e sites jornalísticos, que passaram a divulgar o Prêmio.

Regivaldo Freires, vice-presidente da Undime Ceará, está utilizando o canal de comunicação da entidade com os dirigentes municipais de Educação para incentivar a inscrição de projetos. Já a secretária de Educação de Itapajé, Célia Bernardo Carvalho, está disposta a procurar as organizações sociais do município para explicar o regulamento do Prêmio e incentivá-las a participar.
O avaliador Antonio Luiz de Sena vai aproveitar o Encontro Nacional do Congemas, que acontecerá entre 28 e 30 de abril em Fortaleza, para falar sobre o Prêmio.

Bahia
Na terra de Anísio Teixeira, o tema da educação integral não poderia deixar de sensibilizar os educadores. Por isso, o Fórum da Undime, nos dias 16 e 17 de abril, criou um espaço para a divulgação do Prêmio.

O Coegemas da Bahia traz, na primeira página de seu site, um chamamento para o Prêmio. Jaílton Fernandes, presidente do Colegiado e secretário municipal de Assistência Social de Barra do Choça, tem dado grande apoio à divulgação, utilizando os vários recursos disponíveis. Do blog e da página do Colegiado no Facebook aos grupos de discussão virtual por e-mail ou pelo WhatsApp.
Para reforçar a divulgação no estado, a avaliadora Gelcivânia Mota está programando, para 11 de maio, uma videoconferência com a participação de educadores e organizações sociais.

Alagoas
Em Alagoas, a avaliadora Raquel Esteves de Vasconcelos tem divulgado o Prêmio em um grupo do WhatsApp formado por gestores da Assistência Social. Também aproveitou a reunião da Comissão Intergestores Bipartite (CIB) do estado para reforçar a importância do Prêmio. A CIB reúne gestores municipais e estaduais da Saúde. A avaliadora também enviou cópias do fôlder de divulgação para a equipe de Comunicação da Secretaria de Estado de Assistência e Desenvolvimento Social (Seades), que o está divulgando.

Tagsmobilizacao, ONG, premiação

Faça um comentário!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Total de 0 comentário(s)