Notícias - Thais Iervolino - Educação&Participação

Nova versão da BNCC apresenta avanços na proposta de formação integral de crianças, adolescentes e jovens

Após a publicação da segunda versão da Base Nacional Comum Curricular (BNCC), que ocorreu no início deste mês (3/5), um grupo de especialistas e instituições ligado à educação integral e que compõe o Centro de Referências em Educação Integral analisou o documento e indicou avanços no sentido de garantir uma perspectiva integral à Educação Básica brasileira.

>> Veja o que os especialistas disseram sobre a primeira versão do documento em relação à educação integral. Clique aqui.

Entre as alterações positivas, destaca-se a definição de objetivos de aprendizagem e desenvolvimento, referência ausente na versão anterior. A incorporação da dimensão do desenvolvimento em complemento à dimensão da aprendizagem, assegura que a educação brasileira assuma seu papel de promover a formação plena dos estudantes, como indicado pela Constituição e pela Lei de Diretrizes de Bases, dentre outros marcos legais.

“Esses direitos [de aprendizagem e desenvolvimento] se explicitam em relação aos princípios éticos, políticos e estéticos, nos quais se fundamentam as Diretrizes Curriculares Nacionais, e que devem orientar uma Educação Básica que vise a formação humana integral”, explicita a segunda versão.

Outro ponto de destaque é a organização da Base por etapas e não por áreas do conhecimento, conferindo centralidade aos estudantes e às suas necessidades formativas ao longo da Educação Básica. Essa forma de organização favorece que o desenvolvimento integral dos estudantes seja priorizado, em detrimento da aquisição fragmentada e descontextualizada de conteúdos.

Contudo, é preciso garantir que as dimensões e os direitos explicitados nos capítulos introdutórios sejam de fato orientadores e integradores dos objetivos de aprendizagem e desenvolvimento definidos em cada uma das áreas do conhecimento.

Para ler a análise completa, clique aqui.

Tagsbase comum curricular, bncc, currículo, educação integral

Faça um comentário!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Total de 0 comentário(s)