Notícias - Thais Iervolino - Educação&Participação

Oficinas para refletir sobre a questão da raça nos espaços educativos

No próximo dia 20, comemora-se o Dia da Consciência Negra, data da morte de Zumbi dos Palmares, último líder do maior dos quilombos do período colonial brasileiro. O momento é uma ótima oportunidade para refletir sobre a inserção do negro na sociedade brasileira.

Por isso, a plataforma Educação&Participação selecionou cinco atividades de educação integral para que os educadores possam trabalhar o tema com crianças, adolescentes e jovens. Confira:

Mulheres Negras no Cenário Nacional

Em dois encontros de 1h30 cada, a oficina busca mostrar que a situação profissional das mulheres negras decorre de diferenças de oportunidades que a sociedade oferece à população negra – consequência de uma construção histórica. A atividade é voltada a adolescentes e jovens. Saiba mais. 

 

 

Que Boneca Você Prefere: a Branca ou a Negra?

Sendo uma reflexão sobre o preconceito racial contra os negros, a atividade é voltada a adolescentes e jovens e busca trazer o debate sobre as raízes da exclusão social, questionando os costumes sociais e defendendo os direitos e oportunidades iguais para todos. Saiba mais. 

 

 

Racismo no Futebol

Voltada a crianças, adolescentes e jovens, a oficina busca refletir sobre o preconceito contra o negro, que tem razões históricas e está impregnado nas atitudes cotidianas dos brasileiros. A oficina também nos faz pensar nos caminhos para transformar essa situação. Saiba mais. 

 

 

Ações Afirmativas, Para Quê?

Conhecer e valorizar políticas públicas que corrijam desigualdades presentes na sociedade, acumuladas ao longo dos tempos. Esse é o objetivo da atividade que tem 1h30 de duração e é voltada a adolescentes e jovens. Saiba mais. 

 

 

Narcísio e o Gênio da Lâmpada

Para desmistificar estereótipos em relação ao preto e ao branco, a atividade trabalha com assuntos relacionados a atribuição de qualidades, defeitos e habilidades associados à cor da pele. Por exemplo, a ideia de que “todo rico é bacana e branco; todo negro é bom jogador de futebol e bom dançarino”. A oficina é voltada para adolescentes e jovens e dura 1h30. Saiba mais. 

 


Mais sobre a data
– O Dia da Consciência Negra é comemorado na data da morte de Zumbi dos Palmares, em 20 de novembro. Ele foi o último líder do maior dos quilombos do período colonial, o Quilombo dos Palmares. A data foi incluída no calendário escolar nacional em 2003 e em 2011 a Lei n. 12.519 instituiu oficialmente a data como o Dia Nacional de Zumbi e da Consciência Negra.

A  ocasião é dedicada à reflexão sobre a inserção do negro na sociedade brasileira.

Faça um comentário!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Total de 0 comentário(s)