Notícias - Alex Criado - Prêmio Itaú-Unicef

Prêmio inicia formação a distância para avaliadores

Começa amanhã, 1º de abril, a segunda etapa da formação dos avaliadores da 11ª edição do Prêmio Itaú-Unicef. Depois dos encontros presenciais, os avaliadores das regionais Belém, Belo Horizonte e Recife iniciarão a formação a distância. As duas modalidades estão integradas e uma é sequência da outra.

Esta edição reforça a importância da parceria entre Organizações da Sociedade Civil (OSCs) e escolas públicas para o desenvolvimento integral de crianças, adolescentes e jovens, tendo clareza de que essa parceria apresenta muitos desafios. Por isso, Cláudia Charoux, responsável pela formação a distância, aponta que um dos objetivos da ação “é ajudar os avaliadores a desenvolver uma sensibilidade no olhar para identificar parcerias que, mesmo num estágio inicial, têm grande potência”.

O processo de formação apresenta uma estrutura voltada para a prática. Na etapa a distância, por exemplo, os avaliadores farão um exercício de aproximação à análise dos projetos inscritos. Haverá ainda espaço para a reflexão sobre as avaliações feitas. Tudo isso no intuito de deixar os participantes à vontade com toda a metodologia do Prêmio.


Formação presencial

Enquanto essas três regionais iniciam a etapa a distância, prossegue a formação presencial nas demais até o fim do mês. Depois disso, então, os avaliadores das regionais Rio de Janeiro, Curitiba e Goiânia constituirão um segundo grupo, que iniciará a formação a distância no dia 15 de abril.

Finalmente, as regionais Ribeirão Preto e São Paulo, as últimas a passar pela fase presencial, começarão a formação a distância no dia 23 de abril.


Sobre o Prêmio

O Prêmio Itaú-Unicef é uma iniciativa da Fundação Itaú Social e do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), com coordenação técnica do Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária (Cenpec).

Foi criado em 1995 e, ao longo desses 20 anos, vem reconhecendo projetos socioeducativos dedicados ao desenvolvimento integral de crianças, adolescentes e jovens.

A 11ª edição do Prêmio visa estimular projetos socioeducativos de todas as regiões do País, desenvolvidos por OSCs em parceria com escolas públicas. Esses projetos devem contribuir com políticas públicas de educação integral para crianças, adolescentes e jovens, de 6 a 18 anos, em condições de vulnerabilidade socioeconômica.

Uma das principais novidades da 11ª edição é que, a partir de agora, as escolas públicas também serão premiadas, conforme prevê o regulamento.

 

Premiação

Cada OSC e cada escola pública responsável pelo projeto socioeducativo premiado receberá:

Premiados regionais:                   R$ 25.000,00

Premiados nacionais:                  R$ 100.000,00

Grande vencedor:                          R$ 250.000,00

 

Como se inscrever?

As inscrições foram abertas no dia 12 de março de 2015 e se estendem até as 23h59 do dia 4 de maio de 2015 (horário de Brasília). São gratuitas e podem ser feitas na página da edição do Prêmio, que também traz informações sobre prazos, regulamento e outros aspectos relevantes da 11ª edição.

Para prestar esclarecimentos, haverá uma Central de Atendimento no período de março a novembro de 2015. A Central funcionará de 2ª a 6ª feira, das 9h às 18h, pelo número 0800 701 7104, e pelo e-mail info@programapremioitauunicef.org.br.

Tagsambiente virtual, avaliação, curso, escola, ONG, parceria

Faça um comentário!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Total de 0 comentário(s)