Notícias - Thais Iervolino - Prêmio Itaú-Unicef

Prêmio Itaú-Unicef divulga projetos vencedores da Regional Belém

Aluno Repórter – A Imprensa na Escola Rádio e TV; Tupizitinhos; Curumins da Amazônia II: Protagonizando Vidas com Educação e Arte; e Cidade de Irupé são os projetos vencedores da Regional Belém, respectivamente nas categorias micro, pequeno, médio e grande porte, da 11ª edição do Prêmio Itaú-Unicef.

A cerimônia de premiação aconteceu na sexta-feira (16), em Belém, e contou com a participação de representantes da Fundação Itaú Social, do Unicef e do Cenpec, além do público das organizações da sociedade civil (OSCs) e escolas públicas responsáveis pelas iniciativas.

>> Conheça os projetos vencedores desta regional:

Microporte: Aluno Repórter – A Imprensa na Escola Rádio e TV
Parceria:
Fundação Nossa Senhora do Rosário e Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio (EEEFM) Rio Caeté
Informações: O projeto utiliza as tecnologias de comunicação e informação, com destaque para o rádio e a TV, em favor da aprendizagem. As atividades, realizadas com 54 adolescentes de 16 a 18 anos, compreendem produção e apresentação de conteúdos audiovisuais e programas de rádio na radioweb do projeto, além da veiculação na TV Educadora local. Saiba mais sobre o projeto, clique aqui.

Clique na foto para acessar a galeria de imagens do projeto. Foto: Márcio Borges
Clique na imagem para acessar a galeria do projeto Aluno Repórter no Flickr. Foto: Marcio Borges.

 

Pequeno porte: Tupizitinhos
Parceria:
Associação Cenáculo Nossa Senhora do Perpétuo Socorro (Acenseps) e Escola Municipal de Ensino Infantil e Fundamental (Emeif) Geraldo Manso Palmeira
Informações: Oficinas de canto coral, violão, coreografia, recreação, teatro e formação musical para orquestra são algumas das atividades desenvolvidas pelo Tupizitinhos. Saiba mais sobre o projeto, clique aqui.

Clique na foto para acessar a galeria de imagens do projeto. Foto: Rafael Araújo/Amazônia Imagem
Clique na imagem para acessar a galeria do projeto Tupizitinhos no Flickr. Foto: Rafael Araújo/Amazônia Imagem.

 

Médio porte: Curumins da Amazônia II: Protagonizando Vidas com Educação e Arte
Parceria:
Associação Cultural e Artística Alfabetiarte de Parintins e Centro de Educação Tadashi Inomata
Informações: Desde seu início, o projeto é desenvolvido pela parceria entre a organização e a escola. São oferecidas oficinas de dança, teatro, desenho, música, jogos educativos e esportivos, português, matemática, assim como atendimento pedagógico, psicológico e socioassistencial a 165 crianças e adolescentes de 6 a 18 anos. Saiba mais sobre o projeto, clique aqui.

Clique na imagem para acessar a galeria do projeto Curumins da Amazônia II no Flickr. Foto: Junior Muniz.

 

Grande porte: Cidade de Irupé
Parceria:
Lar Fabiano de Cristo e EEEFM Frei Daniel
Informações:
O projeto, desenvolvido por meio de uma cidade laboratório – Cidade de Irupé – construída dentro da organização, destaca-se pela valorização do protagonismo juvenil: as 230 crianças e adolescentes de 6 a 18 anos participantes contribuem para os processos decisórios da instituição. Saiba mais sobre o projeto, clique aqui.

Clique na imagem para acessar a galeria do projeto Cidade de Irupé no Flickr. Foto: Rafael Araújo/Amazônia Imagem.

 

Trajetória de seleção

Após o término da análise preliminar, quando se verifica a compatibilidade dos projetos inscritos com o regulamento do Prêmio, e da divisão por regional e por porte, cada projeto classificado foi analisado documentalmente em relação ao seu conteúdo por mais de um avaliador da Comissão de Seleção Regional, que definiu os 20 projetos semifinalistas desta regional.

Depois dessa seleção, todos os projetos semifinalistas passaram por uma avaliação dos Comitês Técnicos Regionais, que indicaram quais seriam os projetos vencedores regionais. Antes da premiação, porém, todos os projetos indicados receberam uma visita técnica com o objetivo de aprofundar a análise documental realizada e confirmar a indicação.

Premiação

Cada uma das organizações da sociedade civil (OSCs) e das escolas públicas parceiras responsáveis pelos quatro projetos vencedores desta regional receberá, como prêmio, o valor de R$ 25 mil. No caso das OSCs, o prêmio em dinheiro deverá ser destinado exclusivamente para a manutenção ou a ampliação do projeto, e, no caso das escolas, para o fortalecimento e a ampliação das ações de educação integral.

> Leia aqui o regulamento do Prêmio;

> Consulte o cronograma das próximas ações desta edição. 

 

Sobre o Prêmio

Com o tema Educação integral: aprendizagem que transforma, a 11ª edição do Prêmio Itaú-Unicef teve 1.947 projetos inscritos em todo o Brasil.

O Prêmio é uma iniciativa da Fundação Itaú Social e do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), com coordenação técnica do Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária (Cenpec).

Foi criado em 1995 e, ao longo desses 20 anos, vem reconhecendo projetos socioeducativos que, articulados com escolas públicas, são voltados ao desenvolvimento integral de crianças, adolescentes e jovens.

Tagseducação integral, escola, organização, OSC, parcerias, premiação

Faça um comentário!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Total de 0 comentário(s)