Notícias - João Marinho - Prêmio Itaú-Unicef

Prêmio Itaú-Unicef inicia etapa de visitas técnicas

Atendimento, território e contexto de vulnerabilidade, gestão e percepções dos avaliadores são considerados para formar o conjunto de 32 parcerias que serão premiadas regionalmente a partir de outubro.

A partir desta semana, o Prêmio Itaú-Unicef inicia sua 5ª etapa de seleção: as visitas técnicas, que serão realizadas em 32 parcerias indicadas por um Comitê Técnico dentre as 96 finalistas.

Previstas no regulamento, as visitas antecedem o anúncio das 32 parcerias premiadas regionais. O Comitê Técnico faz as indicações, e, de posse de um roteiro, profissionais da Comissão Técnica de Visitas realizam as visitas para ratificar as indicações do Comitê e, assim, formar o conjunto das 32 premiadas que serão anunciadas em quatro eventos ao longo do mês de outubro e início de novembro. Desse conjunto serão selecionadas as parcerias premiadas nacionais.

Entre os tópicos que são analisados pelos avaliadores, estão o contexto de vulnerabilidade social em que ocorre a parceria; as características da ação socioeducativa para crianças, adolescentes e jovens, ou seja, como eles são atendidos na perspectiva da educação integral e de um desenvolvimento pleno; e de que forma é feita a gestão da parceria.

 

O que são as visitas técnicas nessa fase do Prêmio?

As visitas são uma das seis etapas do processo de seleção, que culmina com a escolha das parcerias premiadas nacionalmente.  São realizadas por uma equipe de avaliadores de comprovada competência que tem a função de observar o trabalho realizado pela parceria na prática e produzir um relatório avaliativo sobre os dados coletados na visita.

O que o avaliador deve procurar na visita?

Cada avaliador recebe um kit com instruções e um roteiro para orientar a visita em relação aos aspectos a serem avaliados. Ouvimos os diretores e gestores das organizações e escolas, os educadores, os pais e as próprias crianças e adolescentes, para compreender como acontece a ação socioeducativa que se desenrola ali, o que chega para essas crianças, como é o relacionamento entre elas e os educadores, que participação elas têm no planejamento das atividades e outros aspectos. Levamos em conta também o território, se a ação tem como destinatários crianças e adolescentes em vulnerabilidade social e a própria gestão do projeto: se a organização da sociedade civil (OSC) e a escola parceira se articulam para planejar e acompanhar o trabalho, como são tomadas as decisões, se existe um diálogo amplo, se a família participa das decisões, se há uma articulação com as entidades e o território. Um dado importante é que também acompanhamos de perto as impressões pessoais, subjetivas, do avaliador. É um componente humano importante nessa etapa, que leva em conta a experiência e a percepção de quem visita.

 

Marcelo Bragato: “Todas as 96 parcerias finalistas são convidadas a participar da festa e fazer atividades programadas envolvendo todos os participantes – e aí, sim, revelamos o resultado”.

As primeiras visitas vão privilegiar as parcerias entre OSCs e escolas que estão nas Regionais Rio de Janeiro e Belo Horizonte, cujo evento de premiação está marcado para os próximos dias 19 e 20 de outubro. “Não damos o resultado na visita […]: temos o cuidado de fazer o anúncio na premiação regional. Todas as 96 parcerias finalistas são convidadas a participar da festa e realizar atividades programadas envolvendo todos os participantes – e aí, sim, revelamos o resultado”, explica Marcelo Bragato, da equipe responsável pela coordenação técnica do Prêmio.

Cerca de 30 membros da Comissão Técnica de Visitas percorrerão o país entre as premiações das Regionais Rio e BH e a do Recife, marcada para acontecer nos dias 13 e 14 de novembro. Cada visita gera um relatório interno, que é utilizado exclusivamente para a seleção dos premiados. A parceria, no entanto, recebe uma devolutiva, que é uma forma de avaliação do projeto e também de saber onde é possível atuar para desenvolver melhor a ação socioeducativa. Portanto, muita torcida!

 

 


Confira as datas e locais das premiações

  • 19 e 20/10: Regionais Belo Horizonte e Rio de Janeiro, em Belo Horizonte.
  • 26 e 27/10: Regionais Belém e Goiânia, em Belém.
  • 8 e 9/11: Regionais São Paulo, Ribeirão Preto e Curitiba, em São Paulo.
  • 13 e 14/11: Regional Recife, no Recife.

 

Tagsarticulação. parceria, educação integral, escola pública, mobilização social, on, OSC, parcerias, participação, Prêmio Itaú-Unicef

Faça um comentário!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Total de 0 comentário(s)