Notícias - Thais Iervolino - Políticas de Educação Integral

Publicações e guia apresentam conceitos e práticas de gestão e construção de políticas de educação integral

Após as eleições de 2016, novas políticas e ações de educação estão sendo desenvolvidas. Nesse contexto, a plataforma Educação&Participação reúne uma lista de materiais que aprofundam questões de gestão e construção de políticas públicas de educação integral.

São conceitos, metodologias e práticas sistematizadas que auxiliam governos municipais e estaduais na implementação de suas políticas de educação integral. Confira! 


cadernoitabiraCaderno de apoio à gestão escolar

Criada a partir da assessoria à construção do Plano de Educação Integral de Itabira (MG), em 2016, o Caderno de apoio à gestão escolar busca fortalecer o processo pedagógico por meio do registro das práticas de gestão escolar e das formações realizadas no município.

São apresentadas a perspec­tiva de educação integral da política educacional do município de Itabira, as prin­cipais funções e responsabilidades do gestor e os principais processos de gestão (gestão pedagógica, gestão de pessoas, gestão físico-financeira e gestão de articulações e redes). Além disso, registra inquietações e desafios para a implementação da educação integral pela visão dos gestores do município. Saiba mais.


Plano de educação inte­gral de Itabira

planoitabiraA publicação sintetiza o processo vivenciado em Itabira ao longo de 2015 e 2016 para a construção de um plano de edu­cação integral. Na obra são apresentados os conceitos que orientaram o trabalho, os subsí­dios para a construção do plano (características de Itabira, diagnóstico da rede, descrição e síntese do processo de escuta) e, por fim, as metas e os objetivos traçados para essa versão do plano.

Além do grupo gestor – constituído por técnicos da Secretaria de Educa­ção em parceria com o Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária (Cenpec) e a Fundação Itaú Social –, foram ouvidas muitas outras vozes de Itabira: pais, alunos, professores e gestores da educação, numa perspectiva de escuta ampliada de diferentes sujeitos que se conectam com o universo escolar. O resultado é um plano plural voltado para o fortalecimento das conexões da comunidade escolar com a cidade, visando a gestão ampliada e participativa, a formação continua­da dos sujeitos e a apropriação dos espaços públicos. Saiba mais.


Plano de educação integral: rede de ensino de Porto Alegre

img-internaDividido em dez capítulos, o Plano de educação integral: rede de ensino de Porto Alegre apresenta elementos do amplo espectro da educação integral, desde histórico, fundamentos e bases conceituais, até metas e estratégias para a implantação e a avaliação dessa política.

“Trata-se, contudo, de um processo em construção para o qual, certamente, o diálogo com profissionais da educação, com alunos e seus responsáveis apontará medidas de aperfeiçoamento”, descreve a publicação.

De acordo com o documento, a educação integral visa “ampliar o processo formativo, o que pressupõe a ampliação da jornada escolar e a reestruturação do currículo, superando as limitações constatadas na escola de tempo parcial, em sintonia com a perspectiva formativa assumida”. Saiba mais. 


Sobral Cidade Educadora: territorialidade, intersetorialidade e juventudes

img-interna2A publicação Sobral Cidade Educadora: territorialidade, intersetorialidade e juventudes – desafios para a construção de políticas públicas detalha a proposta de transformar o município de Sobral (CE) em uma Cidade Educadora. Para alcançar esse objetivo, foi realizada uma parceria do município com o Cenpec e a Fundação Itaú Social, entre maio de 2015 e outubro de 2016.

A proposta Sobral Cidade Educadora é estruturada a partir de três temas-chave, que norteiam suas ações e se encontram expressos no subtítulo da publicação: territorialidade, intersetorialidade e juventudes. Ao longo de 64 páginas, o leitor passa a conhecer o significado desses conceitos e a maneira como o projeto os vem trabalhando concomitantemente, com relatos de experiências in loco ocorridas no município cearense. Saiba mais.


Guia Políticas de Educação Integral

guiaCriado em 2013, em razão da crescente demanda por materiais que discutissem não apenas os aspectos conceituais, mas também estratégias práticas de implementação de políticas de educação integral, o Guia Políticas de Educação Integral pretende atender a essas necessidades e auxiliar as equipes técnicas na elaboração de seus planos de educação integral.

Estruturado numa plataforma on-line, o guia apresenta de forma didática tanto as questões mais básicas sobre educação integral, como temas e referências mais específicos para cada etapa de implementação. Ao todo, nove áreas que descrevem os eixos estruturais da política de educação integral estão disponíveis e, apesar de poderem ser acessadas independentemente, também servem como indicação de um percurso. Saiba mais.

Tagseducação integral, gestão, itabira, plano de educação integral, política pública, porto alegre, Sobral

Faça um comentário!

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Total de 0 comentário(s)