Escola Estadual de Tempo Integral – Goiás

Elaborado em 2011, o documento apresenta uma retrospectiva diagnóstica das ações de educação integral desenvolvidas no período de 2006 a 2010 pelo Governo do Estado de Goiás. Com a análise desses dados, foi construído o Plano de Ação da política de educação integral do governo para os quatro anos seguintes.

Dividido em duas partes, o material analisa a política de educação integral do Estado de Goiás, os propósitos de mudança e os compromissos feitos, e suas matrizes curriculares, com as orientações gerais do programa e uma análise sobre a organização de tempo curricular dos anos iniciais e finais do Ensino Fundamental.

Entre os compromissos firmados pelo governo, estavam: centralidade no aluno e em suas demandas de aprendizagem, contextualização e enraizamento da educação integral no território, valorização da cultura local, apropriação de novas tecnologias da informação e comunicação, e ênfase em composições curriculares que propiciem a inter-relação entre diversos campos do conhecimento.

A respeito da matriz curricular pensada para a educação integral, o governo buscava garantir que o currículo básico e as atividades de ampliação de aprendizagem fossem realizadas de forma alternada e complementares ao longo como uma referência inicial, como um ponto de partida de um processo de desenvolvimento planejado para continuar nos anos seguintes.

Para baixar a publicação, você deve fazer seu cadastro ou login na plataforma, clique aqui!
Tagsaprendizagem, goiás, políticas de educação integral, políticas públicas, território

Faça um comentário!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Total de 0 comentário(s)