Risco e vulnerabilidade na proteção social

Todos estão sujeitos a riscos que podem levar a uma situação de fragilidade dos laços de proteção – os quais, por sua vez, compreendem família, renda garantida, boa saúde e outros fatores.

Nesse vídeo de 4’06”, Isa Guará, professora do mestrado profissional Adolescente em Conflito com a Lei, na Universidade Anhanguera de São Paulo (Unian), contextualiza os fatores de risco e vulnerabilidade na área da assistência social.

Segundo ela, há fatores de risco objetivos na saúde, que são mais facilmente definidos. Entretanto, na esfera da assistência social, cuja política se refere às relações sociais, eles podem ser mais subjetivos. Para Isa Guará, em razão de uma diversidade de fatores, a vida pode se fragilizar sentimental ou materialmente.

Essa fragilidade pode levar a desdobramentos como violência ou problemas de renda, que impactam no consumo básico e põem em risco uma dignidade mínima de sobrevivência. São casos como esses que requerem proteção especial.

Assista ao vídeo.

Materiais relacionados

GUARÁ, Isa. As ONGs e a garantia de direitos de crianças e adolescentes: o que é proteção social: depoimento [2 jun. 2015]. São Paulo: Cenpec. Entrevista concedida ao Prêmio Itaú-Unicef. Disponível aqui. Acesso em: 31 ago. 2016.

GUARÁ, Isa. As ONGs e a garantia de direitos de crianças e adolescentes: a proteção social básica e especial: depoimento [2 jun. 2015]. São Paulo: Cenpec. Entrevista concedida ao Prêmio Itaú-Unicef. Disponível aqui. Acesso em: 31 ago. 2016.

GUARÁ, Isa. As ONGs e a garantia de direitos de crianças e adolescentes: a visão da família na proteção social: depoimento [2 jun. 2015]. São Paulo: Cenpec. Entrevista concedida ao Prêmio Itaú-Unicef. Disponível aqui. Acesso em: 31 ago. 2016.

Tagsassistência social, políticas públicas, Prêmio Itaú-Unicef, proteção social, risco e vulnerabilidade

Faça um comentário!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Total de 0 comentário(s)