Educação&Participação

Vivência de apreciação da obra de Cândido Portinari, a partir de brincadeiras infantis.

Início

  • O que éO que é

    Conjunto de atividades que visam oferecer vivência de apreciação da obra de Cândido Portinari, a partir de brincadeiras infantis.

  • PúblicoPúblico

    Crianças.

  • MateriaisMateriais

    Bola, pincéis, papel branco, guache e pincéis, lápis de cor, massinha de modelar, computador com acesso à internet, fita crepe.

  • EspaçoEspaço

    Em um ambiente aberto e em uma sala da instituição/escola.

  • DuraçãoDuração

    Em duas sessões de aproximadamente 90 minutos cada uma.

  • FinalidadeFinalidade

    Apreciar pinturas de Portinari dedicadas à infância, em três movimentos: fazer, ver e contextualizar.

Na prática

portinari

Como desenvolver 

Sessão 1: Brincar, representar
e expor.
Acolha o grupo convidando-o para um momento de brincadeiras infantis.  Proponha-lhes, por exemplo: soltar pipa; jogo de futebol, pula-cega, pula- carniça.

Para organizar estes jogos consulte:

 Como se faz Pipas!! – 4 minutos, 27 jul. 2008, youtube.com

 Brincadeiras: Pula carniça, sela, mula!

 Futebol  
Depois de um tempo, conduza a turma para uma sala da instituição/escola e abra uma breve conversa sobre as brincadeiras. Indague, por exemplo: O que vocês acharam destas brincadeiras? Vocês conheciam todas? Sabem os nomes das brincadeiras? Como se sentiram ao participar delas?

E se?
Se você sugerir aos meninos e meninas a confecção de brinquedos, como pipas, nunca é demais lembrar que é importante que você esteja atento (a) a certos cuidados. Por exemplo: a confecção de pipas exigirá  a utilização de tesouras e a manipulação de varetas, entre outras atividades, o que pode ser potencialmente perigoso.

Sessão 2: Conhecer Portinari

Em outro dia, retome a exposição das brincadeiras e, a partir dela, informe o grupo que um famoso pintor brasileiro, Candido Portinari, representou brincadeiras infantis em seus quadros.  Para conhecer este pintor convide o grupo a observar algumas dessas obras (em livros ou na Internet).

Mostre, então, os seguintes quadros:

 Futebol (1935)
 Meninos soltando pipa (1943)
 Meninos soltando papagaios (1947)
 Meninos Brincando (1955)
 Palhacinhos na gangorra (1957)
 Meninos pulando carniça (1957)
 Moleques pulando sela (1958)
 Menino com estilingue (1947)
 Menino com estilingue (1958)
 Meninos no balanço (1960)

E se?

Caso possa, seria interessante providenciar cópias em papel destas obras e de suas fichas técnicas (a descrição técnica pode ser obtida clicando – se o mouse sobre as imagens indicadas na lista acima, no seguinte endereço: https://www.wikiart.org/pt/candido-portinari

Com as reproduções em mãos e os resultados das pesquisas do grupo, conduza uma nova conversa sobre as obras de Portinari. Problematize, com questões tais como:Vocês conhecem as brincadeiras retratadas por Portinari? Já brincaram de algumas delas? Se Portinari retratasse as brincadeiras de hoje, o que seria?
Portinari retrata em suas pinturas diversas temáticas, entre elas a infância, talvez como uma forma de manter viva a lembrança de sua vida de criança em Brodowski, cidade onde nasceu, no interior de São Paulo. Nos quadros Meninos Brincando” e “Palhacinhos na gangorra”, Portinari utiliza diversas cores..Estas cores transmitem a vocês sentimentos de alegria, de tristeza, ou indiferença?Para saber mais sobre a obra de Portinari, clique aqui.

As cores quentes (vermelho, marrom, amarelo) nas vestimentas e rostos das crianças e dos palhacinhos retratados no plano principal das telas indicam a energia, o vigor e a alegria das crianças nas brincadeiras de que participam.  Já os tons em branco talvez venham para expressar a leveza dos movimentos infantis, por mais vigorosas que sejam as atividades em que se envolvam. Sobre este assunto consulte: A concepção de infância retratada nas obras de Cândido Portinari No quadro “Meninos na Balança”, Portinari consegue produzir com as cores um efeito especial: a transparência. O que elas permitem ver? Neste caso as transparências permitem perceber o movimento da balança.  Conforme elas (as balanças) se movimentam pode-se ver partes diferentes dos corpos Nas obras “Meninos soltando pipas” e “Meninos soltando papagaios”,Portinari usa também do recurso do plano principal e do plano de fundo. Quais sensações as figuras do plano de fundo nos trazem?

Nestes quadros, os elementos do plano de fundo sugerem a percepção da  distância e da profundidade, além da altura e da largura. Isto é: a tridimensionalidade. Dessa forma, Portinari aproxima a imagem que retrata, da realidade. Conforme escritos biográficos, o pintor em determinado momento de sua vida artística abandonará o compromisso com a tridimensionalidade e assumirá postura mais moderna em suas obras.

 No quadro “Futebol”, além do jogo e dos jogadores, o artista também retrata outros elementos. Olhando para eles, o que vocês diriam deste lugar?
A imagem, além do jogo de futebol, retrata também um ambiente rural típico de cidades interioranas do Brasil: as cores (da terra e da plantação), a religiosidade (o mastro em forma de cruz); a pecuária (animais pastando e vegetação rasteira); índices de festas populares (o mastro no topo da casa).>

Durante a conversa, faça uma síntese dos principais aspectos da obra, na visão da turma.  E, se achar conveniente, ofereça alguns dados sobre a história de vida deste pintor.

Nesta síntese, não se esqueça de pontuar os movimentos de apreciação de obras de arte da  oficina: primeiro, as crianças e jovens tiveram oportunidade de produzir suas próprias obras; depois, viram as obras de arte de Portinari em uma exposição; na sequência, conversaram sobre o contexto artístico dessas obras com base na análise das ficha técnicas e na leitura dos elementos dos quadros (cores, planos, figuras etc.) além de conhecerem alguns aspectos da biografia do importante pintor.

Para terminar, reúna numa única exposição as obras do grupo feitas no inicio desta oficina e a reprodução dos quadros de Portinari.

Hora de avaliar

Para avaliar, organize com o grupo um esquema ilustrado dos movimentos da apreciação de obras de arte (fazer, ver e contextualizar).

Para ampliar

O que mais pode ser feito?

Além de pesquisa de outras obras de Portinari que retratam brincadeiras infantis (www.portinari.org.br),  o grupo poderá ser convidado a organizar um painel com pinturas sobre brincadeiras. Para este trabalho você precisará disponibilizar papel, pincéis e guache.

Caso as crianças e jovens não conheçam murais, pode-se mostrar alguns feitos por Portinari.

Um estudo sobre as cores quentes e frias também poderá ser interessante, veja o  aqui.
Gostou?

Consulte  a oficina “Apreciar e conhecer música”, deste banco.

Para saber mais:

Veja também outros trabalhos de Portinari:

Portinari e a infância

O que é arte, Ana Mae Barbosa:
http://www.youtube.com/watch?v=8NkVRui4k58

Obs: Os links informados na oficina foram visitados em 22 de outubro de 2015 às 15h55min.

Participe

Eu fiz assim…

Você já realizou esta oficina?
Nos comentários abaixo, conte para nós: o que deu certo? O que precisou ser modificado? O que foi ampliado? Ajude a plataforma a aprimorar o Banco de Oficinas!

Faça um comentário!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Total de 1 comentário(s)

  •    Sônia Macedo  em 
         Educação&Participação respondeu em