Educação&Participação

Jogo que envolve a capacidade física denominada força muscular.

Início

  • O que éO que é

    Jogo que envolve a capacidade física denominada força muscular.

  • PúblicoPúblico

    Crianças e adolescentes.

  • MateriaisMateriais

    Bolas variadas com diferentes pesos (de plástico, borracha, Vôlei, futebol), papel jornal, pincéis atômicos, revistas com notícias sobre uso de anabolizantes e sobre a necessidade da prática de exercícios para a saúde, especialmente para os idosos.

  • EspaçoEspaço

    No pátio ou na quadra.

  • DuraçãoDuração

    Um encontro de 90 minutos.

  • FinalidadeFinalidade

    Reconhecimento da importância da força muscular para a realização dos movimentos cotidianos e, consequentemente, para uma qualidade de vida melhor.

Na prática

rede

Como desenvolver?

 

Sentados no chão, peça que falem sobre características de pessoas que consideram fortes ou fracas. As pessoas nasceram assim? Sempre foram e sempre serão assim?  O que fez com que algumas ficassem fortes e outras fracas?

Pergunte se alguma vez ouviram falar em força muscular, o que seria? Em que situações usamos a força muscular? Aproveite ao máximo as aproximações que fizerem do conceito correto e os exemplos dados por eles para explicar que força muscular é a capacidade dos músculos de se contraírem para tentar vencer uma resistência, como em ações para empurrar, puxar ou levantar algo e que, portanto, usamos força muscular no nosso dia-a-dia, sem nem mesmo perceber.

Proponha que joguem a “Rede Humana”, um tipo de jogo de vôlei adaptado, e que prestem atenção nos momentos de utilização de força. São três equipes que jogam, sendo que uma delas fará o papel da rede, no jogo.

O objetivo é cada equipe passar a bola para cair no chão da outra equipe, sem bater na “rede” e sem deixar cair no próprio campo.

Regras:

– Quem é “rede” pode saltar para tentar tocar ou pegar a bola, mas não pode sair da linha demarcatória.

– Para arremessar a bola para o outro campo precisam ser realizados três passes com as mãos; não há necessidade de saques.

– Sempre que houver troca de “rede”, o juiz dará nova partida à bola, do centro da quadra.

– Ganha o jogo a equipe que for menos vezes “rede”.

E se?

A equipe que deixar a bola cair no chão de seu lado da quadra e/ou der mais de três toques na bola, ou permitir que a “rede” toque ou agarre a bola, troca de lugar com ela.

O jogo começa com uma bola leve mas, conforme for se desenvolvendo, vá trocando as bolas por outras mais pesadas, aproveitando as trocas de “rede” para fazer a substituição. Assim, você pode começar com uma bola de plástico, passar para uma de borracha, em seguida para uma de vôlei, depois para uma de futebol de campo, uma de futsal e depois, ainda, para uma bola de basquete.

Jogue enquanto houver interesse. Quando notar que estão se cansando, pare. Aconselhe que tomem água, explicando que é preciso repor a água que perderam no jogo para não ficarem desidratados. A água é vital para nosso organismo funcionar.

Novamente sentados em círculo, discutam como foi o jogo: se gostaram, se foi mais fácil ou mais difícil ser “rede” do que jogador e o que sentiram com a troca de bolas. Eles provavelmente farão referência às dificuldades sentidas ao arremessar as bolas mais pesadas, pois isso exigiu, a cada troca, mais força muscular. Alguém sentiu dor? Ficou muito cansado?

Aproveite para explicar que sentir-se um pouco cansado após a atividade física é normal. No entanto, o cansaço intenso, persistente, chamado de fadiga, deve ser investigado.

A fadiga ocorre quando a pessoa faz exercícios com uma intensidade maior do que está acostumada ou se tem algum problema de saúde (problema respiratório ou anemia, por exemplo). Quando ocorre o excesso de atividade física, a pessoa pode sentir câimbras fortes nos músculos.

Peça que se organizem em grupos e  distribua algumas notícias selecionadas por você (uma por grupo) sobre:

– o uso de anabolizantes (que desenvolvem massa muscular) e seus efeitos para a saúde;

– a necessidade de idosos se exercitarem para não perder massa muscular.

Você pode também utilizar os seguintes sites:

http://www2.unifesp.br/dpsicobio/cebrid/quest_drogas/esteroides_anabolizantes.htm

http://www.professorcortez.com.br/2012/10/06/dia-do-idoso-importancia-dos-xercicios-resistidos-para-a-terceira-idade/

Dê um tempo para a leitura e discussão nas duplas e depois abra para o debate: que relações veem entre o que aprenderam sobre força muscular e as notícias? Que cuidados são precisos quando praticamos atividade física? Após o debate, registrem as principais aprendizagens em um cartaz que poderá compor um álbum das aprendizagens realizadas nas oficinas de esporte.

Hora de avaliar
Proponha que discutam como foi a oficina: gostaram? Aprenderam coisas novas? O que mais impactou durante a atividade? Conhecem jogos parecidos com o que foi jogado? Já tinham lido antes alguma coisa sobre anabolizantes?

 

Para ampliar

O que mais pode ser feito?

Que tal visitar uma academia próxima para entrevistar um profissional especializado e conferir os benefícios da atividade física para todas as idades e os tipos de exercícios mais indicados para cada uma?Para isso, veja orientações, respectivamente, nas seguintes oficinas deste banco: “Uma expedição pelo bairro” e “Entrevista com esportista”.E que tal programar um dia de atividade física com os familiares, selecionando alguns jogos já conhecidos para desenvolver com eles, discutindo os benefícios da atividade física?

Para saber mais

Força muscular é um componente da aptidão física fundamental para a realização de todos os nossos movimentos, nas mais diversas tarefas do dia-a-dia. Nossos movimentos ficam comprometidos se não exercitamos nossos músculos.

A força muscular é a utilização da capacidade do músculo ou de um grupo de músculos para vencer uma resistência. Mesmo quando estamos parados, se estivermos, por exemplo, segurando um peso qualquer como uma sacola, alguns livros, um bebê, estamos utilizando a força muscular.

É a força muscular que nos permite fazer desde os movimentos rotineiros simples como comer, tomar banho, até levantar caixotes, empurrar um carro, jogar futebol. Utilizamos a força muscular para enfrentar a resistência da gravidade.
Essa capacidade física não é inata, depende de nós desenvolvê-la ou não; a prática de atividade física regular e adequada ao nosso corpo e idade estimula o seu desenvolvimento e manutenção, enquanto a ausência de estímulos desencadeia a sua perda gradativa, o que é especialmente grave na terceira idade, quando naturalmente já há uma perda de massa muscular.

Fonte de Referência

HORA de se Mexer(Adriano Vieira, Ivone C. Almeida, Laércio M. Jorge). São Paulo: Cenpec; Febem-SP;  SEE-SP, 2002. (Educação e Cdadania, 3). 

Gostou?

Consulte a oficina “Condicionamento físico, um preparo necessário” deste banco de oficina.

 

 

Participe

Eu fiz assim…

Você já realizou esta oficina?
Nos comentários abaixo, conte para nós: o que deu certo? O que precisou ser modificado? O que foi ampliado? Ajude a plataforma a aprimorar o Banco de Oficinas!

Faça um comentário!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Total de 1 comentário(s)

  •    DENIS _GAMER27  em 
         Educação&Participação respondeu em