Educação&Participação

Variação do pega-pega, que estimula a agilidade corporal, a coordenação de movimentos e o sentimento de pertencer a um grupo.

Início

  • O que éO que é

    Brincadeira de pegar.

  • PúblicoPúblico

    Crianças.

  • MateriaisMateriais

    Coletes de papel colorido (duas cores); giz.

  • EspaçoEspaço

    Qualquer espaço aberto.

  • DuraçãoDuração

    Aproximadamente 90min.

  • FinalidadeFinalidade

    Desenvolver a agilidade corporal, a coordenação de movimentos e o sentimento de pertencer a uma equipe.

  • ExpectativaExpectativa

    Reconhecer a importância de praticar atividades de condicionamento físico; saber trabalhar em equipe.

Na prática

salve_o_companheiro

Como desenvolver?
Divida as crianças em duas equipes, com igual número de componentes. Distribua os coletes coloridos, uma cor para cada equipe. Uma equipe será de pegadores; a outra, de corredores.

Desenhe um quadrado, com giz, em algum lugar do espaço onde se desenvolverá a brincadeira, para definir o local para onde serão levados os corredores pegos. Ao pegar um corredor, o pegador fala alto: “1, 2, 3” – e acompanha o que foi pego até o quadrado.

Os corredores livres tentarão libertar os companheiros presos no quadrado, puxando-os com as mãos, sem, todavia, se deixarem ser pegos pela equipe adversária.

Por isso, os pegadores precisam se organizar coletivamente, e alguns deles devem ficar encarregados de vigiar o quadrado. Quando todos os corredores forem pegos, muda-se a função das equipes no jogo: corredores passam a ser pegadores, e vice-versa.

Quando as duas equipes tiverem passado pelas duas funções, proponha uma variação. Os pegadores e os corredores deverão jogar em duplas, de mãos dadas. Os procedimentos são os mesmos.

Hora de avaliar
Terminada a segunda rodada do jogo, forme uma roda para avaliar a oficina. Peça que falem sobre o que sentiram:

  • Na situação de pegador e na de corredor: O que foi mais confortável? Em qual das duas posições foi mais difícil jogar? Alguém que ficou preso foi salvo pelos colegas de equipe? Que sentimentos foram despertados ao ser libertado? Que movimentos foram usados nas duas situações? Onde houve maior esforço?
  • Correndo sozinho ou de mãos dadas com os colegas: Estar de mãos dadas facilitou ou dificultou a corrida? Por quê? Em que outras situações nossos movimentos ficam limitados assim? Como manter o equilíbrio e cumprir a função do jogo com essa limitação?

Para ampliar

O que mais pode ser feito?
Dividir os participantes em grupos para cada um inventar variações do jogo, com outras regras. As propostas produzidas podem ser desenhadas e escritas para compor um pequeno manual de pega-pega.

Para saber mais
Uma das mais antigas e tradicionais brincadeiras infantis, o pega-pega pode ser realizado em qualquer lugar e continua sendo uma das favoritas das crianças.Uma pesquisa realizada em escolas, publicada em 2011, constatou que a brincadeira preferida pelos alunos durante o recreio escolar é o pega-pega, sendo a mais praticada entre as crianças durante o intervalo (24,16%).O pega-pega exercita a agilidade, a velocidade, a flexibilidade e o equilíbrio, tão necessários ao desenvolvimento infantojuvenil. À medida que os pequenos crescem, os desafios de ritmo, força e coordenação motora ficam cada vez mais complexos.

Além disso, é uma brincadeira que comporta várias adaptações, característica que deve ser aproveitada para estimular as crianças a criarem variações e regras. A criação de novas formas de brincar, quando feita em grupo, ajuda a desenvolver a tolerância e a negociação com os colegas.

Fonte de referência
GOIÁS (Estado). Secretaria de Estado da Educação. Reorientação curricular do 1º ao 9º ano: sequências didáticas: convite à ação – Educação Física. Goiânia, 2010. (Currículo em Debate, cad. 6.4).

Gostou?

Veja a oficina “Pique-bola”, deste banco.

Obs: Os links informados na oficina foram visitados em 16 de maio de 2015, às 19h15min.

Participe

Eu fiz assim…

Você já realizou esta oficina?
Nos comentários abaixo, conte para nós: o que deu certo? O que precisou ser modificado? O que foi ampliado? Ajude a plataforma a aprimorar o Banco de Oficinas!

Faça um comentário!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Total de 0 comentário(s)