Educação&Participação

Jogo de integração entre membros de um grupo.

Início

  • O que éO que é

    Jogo de integração entre membros de um grupo.

  • PúblicoPúblico

    Crianças e jovens, a partir dos 08 anos.

  • MateriaisMateriais

    - Não há.

  • EspaçoEspaço

    Espaço aberto ou sala ampla.

  • DuraçãoDuração

    Uma sessão de 60 minutos.

  • FinalidadeFinalidade

    Desenvolver atenção e capacidade de observação. Praticar reflexos e o treino da agilidade. Treinar a concentração.

Na prática

corpo

Como desenvolver?

Inicie o jogo com um aquecimento coletivo:

1. Estando todos os meninos e meninas em pé, devem-se formar duplas, distribuindo-se pela sala ou espaço, com certa distância umas das outras.

2. Peça que cada membro da dupla fique um de frente para o outro, e que ambos procurem, por alguns instantes, observar-se em silêncio. Escolhe-se quem será o espelho e quem será a figura.

3. Ao seu comando, a figura começa a fazer um gesto ou movimento, o qual deve ser rigorosamente imitado pelo espelho. O gesto pode variar: levantar os braços, bater palmas, saltitar, abrir e fechar as pernas, comportar-se como o polichinelo, agachar-se… Você pode formar dupla com alguém do grupo, para servir de modelo.

4. Depois de um tempo de experimentação, os papéis se invertem.

Terminado o aquecimento, começa o jogo propriamente dito:

1. Oriente o grupo a formar um círculo.

2. Um dos jogadores, o primeiro do circuito, deve dar início ao jogo, executando um movimento repetido conforme o ritmo de uma canção ritmada curta.

3. A canção mais comum utilizada nesse jogo é a sequência rítmica onomatopaica TIC-TAC-TIC-TAC-TIC-TAC-POC-POC

4. O jogador ao lado direito observa e, ao final da sequência inicial, deve repetir o movimento do colega. Ao mesmo tempo, o jogador que iniciou o percurso muda de movimento.

5. Assim, inicia-se um circuito de movimentos. Quem errar o movimento sai do jogo.

6. É importante não interromper a canção, mesmo que alguém erre o movimento e saia do jogo, para não quebrar o ritmo do circuito.

A rodada termina quando o movimento inicial do primeiro jogador retornar a ele.

Durante o circuito, nada poderá ser dito, exceto a canção ritmada.

Hora de avaliar

Observe simplesmente se os meninos e meninas são capazes de se observar, tentando respeitar ao mesmo tempo o ritmo da brincadeira. Ao final, converse com o grupo sobre as dificuldades e facilidades, e sobre o que cada um sentiu ao participar dessa brincadeira.

Para ampliar

O que mais pode ser feito?

Você pode criar variações desse jogo, acrescentando dificuldades. Por exemplo: a um sinal seu (o bater de uma palma, por exemplo), o circuito de movimentos se inverte. Ou, então, em vez de um só círculo, fazem-se dois círculos, um dentro do outro, com os meninos e meninas frente a frente, de modo que os do círculo de dentro devam imitar os do círculo de fora.

Pode-se também combinar com a turma uma sequência prévia de movimentos.

E, como se trata de um jogo, “prêmios” e/ou “punições” podem ser estabelecidos para quem completa o circuito ou quem sai.

Você também poderá utilizar esse jogo sempre que quiser promover uma atividade que exija concentração e atenção do grupo, para prepará-lo.

Gostou?

A oficina “Esculturas com o corpo” permitirá um trabalho complementar ao deste jogo.

 

Participe

Eu fiz assim…

Você já realizou esta oficina?
Nos comentários abaixo, conte para nós: o que deu certo? O que precisou ser modificado? O que foi ampliado? Ajude a plataforma a aprimorar o Banco de Oficinas!

Faça um comentário!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Total de 0 comentário(s)