Usuário segurando um iPad

Guia Políticas de Educação Integral

Acesse conceitos, práticas e materiais de referências que auxiliam gestores municipais a implementar políticas de educação integral.

Ver guia

Guia explica: Parcerias

A primeira consideração a fazer sobre parcerias refere-se àquelas intrínsecas à instituição escolar – a integração e o compartilhamento de planos, ações e responsabilidades, que são a fonte de qualquer inovação na escola e que dizem respeito a todos os profissionais que nela atuam. Nesse processo, a equipe gestora tem papel primordial. Cabe a ela estimular as ações coletivas, propor situações para que isso aconteça e executar as inovações junto aos profissionais.

As ações em parceria podem ter como foco as diversas necessidades dos alunos: as de aprendizagem, as de proteção e as de desenvolvimento. Assim, a parceria tanto pode traduzir-se em apoio material, cessão de espaço físico, midiático, digital, assistência de saúde e medidas de proteção, como propor situações de aprendizagem que enriqueçam as atividades existentes na escola e fora dela, criando novas estratégias de atuação.

Ao estabelecer parcerias com outras secretarias, organizações do território e da cidade, a Secretaria de Educação, por meio de uma concepção que prioriza a intersetorialidade como forma de garantir novos espaços e oportunidades de aprendizagem, pode ampliar o repertório cultural das crianças e dos adolescentes, contemplando tanto as atividades escolares, como as socioeducativas e as de proteção e cuidados, as quais estão no âmbito de outras políticas setoriais como Saúde, Assistência Social, Cultura e Esporte.

> Saiba mais sobre o tema, clique aqui.

> Acesse aqui o Guia Políticas de Educação Integral


Sobre o Guia

O Guia Políticas de Educação Integral é um subsídio de apoio a gestores para a implementação de políticas de educação integral e aborda as áreas de atuação e práticas da política pública consideradas fundamentais para a implementação bem-sucedida da educação integral, além de oferecer dicas e exemplos diversos, retirados da prática educacional brasileira.

 

Ferramenta "Meu Plano de Educação Integral"

Ele foi elaborado a partir da sistematização das experiências em assessorias para municípios e estados sobre suas políticas de educação integral, desenvolvidas pela Fundação Itaú Social sob a coordenação técnica do Cenpec.
Em 2015, o Guia passou a ter uma nova ferramenta que apresenta um roteiro e uma série de subsídios para a elaboração de um Plano de Educação Integral, permitindo que cadastrados na ferramenta possam criar seus próprios planos.

Aspas
por Guia Políticas Educação Integral

A intenção com as parcerias não é de fundir as instituições parceiras e as características que lhes dão identidade, transformando tudo numa coisa só, mas sim de somar e integrar esforços e o que o de melhor cada uma tem a oferecer, exatamente pela diferença, para a qualificação do projeto de educação integral. O importante é que haja afinidade de atuação com a concepção de educação integral assumida pela secretaria.

Iniciativa
Marca da Fundação Itaú Social
Coordenação Técnica
Marca da CENPEC